Esta parte do BJ é a que requer menos alterações pois é bastante resistente e normalmente não sofre muito desgaste nem corrosão.
Mesmo assim foi decapada, pintada com zinco e pintada com tinta própria para charreon.
Existe outra coisa que podemos fazer (que eu ainda não fiz), que é soldar os apoios dos pontos fixos das molas ao charreon, pois se os rebites cederem a mola fica solta.
Outra coisa que fiz foi, após a pintura apliquei cera no interior das longarinas, isto para evitar corrosão. Pode-se utilizar cera ou outro tipo de gordura ou óleo, pois a intenção é afastar a humidade do ferro.